maneiras de prevenção
Publicado por

10 maneiras para prevenir acidentes de trabalho

A segurança em ambientes de trabalho é indispensável para todas as empresas e para todos os funcionários. Não importa o tamanho da organização ou em qual segmento está operando. É muito importante encontrar maneiras de tornar a segurança fator primordial para o negócio. Mas, apesar de ser um assunto de extrema relevância, ainda existem muitas dúvidas em torno do tema. Você sabia que o Brasil é um dos países que mais registra acidentes ocupacionais?

Em 2018 o país notificou 623.786 casos de acidentes em uma população com emprego regular. Acredita-se que esse número seja muito maior, já que de acordo com uma estimativa média, 24% dos acidentes em ambientes formais de trabalho não são notificados e que muitos acidentes em ambientes informais também não entram na estatística.

Hoje, numa lista com mais de 200 países, ocupamos o quarto lugar no ranking das nações que mais registram mortes durante atividades laborais. Atrás apenas dos Estados Unidos, Tailândia e China. Nos acidentes de trabalho, também somos o quinto colocado, depois de Colômbia, França, Alemanha e, novamente, EUA.

A empresa tem a responsabilidade de zelar pela saúde e segurança do trabalhador. Portanto, cabe a ela criar maneiras e parâmetros para proteger as pessoas durante o exercício de suas atividades laborais.

A ASONET separou dez dicas para prevenir acidentes.

Identifique os potenciais de risco

O primeiro passo, indiscutivelmente, é identificar os potenciais de risco. Faça um levantamento de todas as áreas da empresa. Envolva os colaboradores nesta investigação. Crie maneiras para que eles se envolvam na busca pelos problemas. Além disso, quanto mais próxima uma pessoa está do processo, mais facilmente ela consegue apontar os problemas da operação. Tenha um registro de todo acidente que já aconteceu dentro da organização. Desde uma visão macro do incidente até mínimos detalhes do ocorrido. Isso vai ajudar a explorar cenários e imaginar possíveis situações perigosas no futuro.

Crie um manual de política de segurança 

Tenha um documento formal da empresa com o levantamento de incidentes, os potenciais de risco e as medidas cabíveis em caso de um acidente. Nesse momento, as regras para evitar acidentes são importantes. Mas, mais importante ainda, é saber como agir em cada situação. Portanto, em primeiro lugar, os ocorridos precisam ser evitados e em segundo a mitigação de danos precisa ser prioridade.

Faça um planejamento para corrigir os problemas

Depois de levantar todos os potenciais de risco e criar um manual de políticas de segurança, dedique-se a corrigir as falhas do processo que colocam os colaboradores em risco. Faça isso indo dos fatores mais críticos e urgentes, aqueles que oferecem maior perigo para os funcionários. Na sequência dê atenção aos menos prioritários, mas ainda assim importantes. Em alguns casos, pequenos aspectos da operação são desconsiderados, mas justamente por isso tornam-se potenciais problemas.

Sinalização das áreas de risco

É indispensável sinalizar de maneira clara e eficiente as áreas de risco da empresa. Isso auxilia o colaborador a zelar pela própria segurança e também pela segurança dos colegas. Marque as áreas potencialmente perigosas. Além disso, utilize linguagem visual, escrita e sonora se preciso. Todos os funcionários precisam entender a mensagem, portanto, Seja claro, objetivo e assertivo na sinalização.

Promova treinamentos regulares sobre saúde e segurança

Treinar os funcionários com frequência sobre as etapas seguras dentro da operação. E alertá-los frequentemente são as maneiras mais simples e eficazes de garantir a segurança e prevenir os acidentes. Além disso, a empresa pode ser condenada por não fornecer treinamento de segurança. Em suma, o treinamento deve falar sobre o transporte de objetos pesados. Sobre os riscos em cada etapa da operação. Sobre como agir diante de incidentes. Também, precisa conter medidas de segurança que devem ser tomadas diariamente. Como, por exemplo, o uso de equipamentos de segurança, uso correto das ferramentas de trabalho, etc. Mas é claro que o tipo de treinamento vai depender do negócio e da área de atuação da empresa. Por isso, é bom contratar uma consultoria especializada capaz de fazer algo sob medida para sua organização, por exemplo.

Fiscalize o cumprimento das normas

Dentro do manual de política de segurança acrescente regras para fiscalização do cumprimento de todas as normas. Portanto, realize avaliações regulares para se certificar de que as regras estão sendo cumpridas. Não economize tempo e recursos nessa etapa. Ela pode reduzir e muito seus custos. Afinal, prevenir é sempre melhor do que remediar.

Notifique os incidentes para os órgãos competentes imediatamente

Em primeiro lugar, socorra as vítimas dando total atenção e suporte para as pessoas envolvidas. Na sequência, informe os superiores sobre o ocorrido e certifique-se de notificar o acidente de maneira correta junto aos órgãos competentes. Por fim, escreva um relatório detalhando os acontecimentos e as circunstâncias do ocorrido. Especifique como aconteceu, quem foram as pessoas envolvidas e faça um plano para prevenir novos incidentes.

Equipamentos de segurança

Os equipamentos de segurança, conhecidos com EPI – Equipamento de Proteção Individual, são capazes de proteger o funcionário de acidentes, preservando a vida, a integridade física e a saúde do colaborador. Muitas empresas não conhecem os parâmetros corretos na hora de fornecer um EPI adequado. Esse é um dos erros mais comuns, mas felizmente é um dos mais simples de ser corrigido.

Manutenção regular das instalações e kit de primeiros socorros

Realizar manutenções periódicas e consertos preventivos também são maneiras de prevenir acidentes de trabalho. É importante verificar se há defeitos na instalação elétrica, grades de proteção e pisos soltos, janelas rachadas, etc. Toda empresa precisa ter um kit de primeiros socorros e ao menos uma pessoa da equipe/setor treinada prestar socorro em acidentes. O kit deve ter materiais para fazer curativos, antissépticos, luvas, pinças., por exemplo. Ele também tem que estar em um local disponível e de fácil acesso para os colaboradores.

Cumprimento das regras contra incêndio

Algumas medidas são muito importantes para evitar incêndios e manter todos os funcionários seguros. Realize avaliações regulares de risco e mantenha um plano de gerenciamento de incêndio que identifique possíveis perigos. Sua empresa deve possuir: detectores de fumaça e extintores de incêndio. Ofereça treinamento para que os funcionários saibam como utilizar esses equipamentos. Em alguns casos vale a pena solicitar um treinamento junto ao corpo de bombeiros, por exemplo.

Ficou com dúvida de como seguir esses passos e de quais maneiras você pode fazer uma gestão de risco apropriada? Fale com a ASONET, podemos fazer um levantamento de riscos na sua empresa. http://asonet.com.br/

Categorizados em:

Este artigo foi escrito por Juliana Colognesi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x
x

Diagnóstico gratuito







Engenheiros de segurançaMédico do trabalhoGerente SST

1234