Publicado por

Meu funcionário sofreu um acidente de trabalho! O que devo fazer?

Você, empregador, sabe o que é acidente de trabalho? Sabe exatamente o que fazer quando um funcionário da sua empresa sofre algum tipo de lesão? Sabe como prevenir este tipo de acidente? Se você respondeu “não” a pelo menos uma dessas perguntas, leia este ARTIGO e conheça as respostas.

O que é acidente de trabalho?

Segundo o TST (Tribunal Superior do Trabalho), acidente de trabalho é aquele “que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa (…), provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho”.

Ou seja, é qualquer acidente que ocorra dentro da empresa ou em virtude do exercício da função, que cause lesão corporal ou prejuízo funcional ao funcionário, podendo ser, inclusive, o desenvolvimento de uma doença crônica. Não se pode desconsiderar a possibilidade de o acidente levar até mesmo à morte.

O que fazer quando um funcionário sofre um acidente de trabalho?

Pode parecer um tanto quanto óbvio, mas não custa lembrar: a primeira coisa a se fazer é socorrer o acidentado. É o dever de toda empresa ter um kit de primeiros socorros, que varia de acordo com as características das atividades desenvolvidas. No entanto, é imprescindível que se chame um médico imediatamente após o acidente, pois terceiros sem qualificações podem prejudicar o estado de saúde do funcionário.

Após o serviço médico ter sido prestado, a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) são acionados para que possam investigar as causas do acidente. Isso é uma forma de a empresa se resguardar, uma vez que, em alguns casos, o acidente pode terminar em vias judiciais.

O próximo passo é emitir o CAT (Comunicado de Acidente de Trabalho), documento que serve para comunicar à Previdência Social sobre o acidente. O INSS disponibiliza em seu próprio site um aplicativo que permite a emissão do CAT de forma online. Caso o funcionário venha a óbito, o comunicado deve ser feito imediatamente.

É importante saber que a empresa deve continuar pagando o FGTS ao seu funcionário durante todo o período de afastamento e o salário pelos próximos 15 dias. Após esse tempo, o salário é pago pelo INSS.

Como prevenir acidentes

A prevenção de acidentes pode ser feita com a adoção de algumas medidas simples como:

  • Forneça e promova a utilização de equipamentos de proteção, individuais ou coletivos; Informe seus funcionários sobre os riscos das atividades realizadas;
  • Mantenha o ambiente bem sinalizado e salubre para que o trabalhador possa exercer sua função de maneira plena;
  • Invista em um PPRA (Plano de Prevenção de Riscos Ambiental) e na CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), ambos previstos como obrigatórios nas Normas Regulamentadoras da Segurança e Medicina do Trabalho.

A Asonet é especializada em Segurança e Medicina do Trabalho, atuando há mais de 20 anos no mercado e proporcionando aos seus franqueados o que há de mais moderno na área. Contamos com uma equipe de profissionais altamente capacitada que irá transformar e otimizar a rotina da sua empresa.

 

Referências

http://www.tst.jus.br/web/trabalhoseguro/o-que-e-acidente-de-trabalho

https://conect.online/blog/funcionario-sofreu-acidente-de-trabalho-o-que-fazer/

http://www.guiatrabalhista.com.br/legislacao/nrs.htm

https://www.saudeevida.com.br/quando-sua-empresa-precisa-de-cipa/

https://segurancadotrabalhonwn.com/como-evitar-acidentes-de-trabalho/

https://blog.previnsa.com.br/primeiros-socorros-em-empresas-o-que-eu-preciso-saber/

Categorizados em: , ,

Este artigo foi escrito por GSaúde agencia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x
x

Diagnóstico gratuito







Engenheiros de segurançaMédico do trabalhoGerente SST

1234