doenças cardíacas
Publicado por

Setembro vermelho: um alerta para as doenças do coração

De acordo com relatório da Organização Mundial de Saúde – OMS, desde 2010, as doenças cardiovasculares se tornaram a principal causa de mortalidade no mundo. No Brasil, de acordo com o último levantamento da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), são estimadas 350 mil óbitos em decorrência de complicações cardíacas. As mortes são causadas pelos três maiores problemas do coração. Infarto, insuficiência cardíaca e derrame. A campanha setembro vermelho, que alerta para o risco de doenças cardíacas, surgiu a partir da celebração do Dia Mundial do Coração.

Comemorado anualmente dia 29 de setembro. As doenças cardiovasculares causam o dobro de mortes que todos os tipos de câncer juntos. Três vezes mais que todas as causas externas (acidentes e violência). Três vezes mais que as doenças respiratórias e seis vezes mais que todas as infecções, incluindo a AIDS.

Nesse sentido, setembro vermelho torna-se uma campanha extremamente relevante para toda a sociedade. O alerta precisa ser discutido também dentro do ambiente empresarial. Já que doenças cardíacas são a terceira maior causa de afastamentos do trabalho.

O que as empresas precisam fazer para evitar o afastamento do trabalhador em decorrência de doenças cardíacas?

Em primeiro lugar, é de responsabilidade da empresa alertar os colaboradores sobre os fatores de risco à saúde. Assim como ajudá-los na prevenção e cuidados com a doença. Segundo um levantamento anual feito pela previdência social as doenças do coração são a terceira maior causa de afastamentos do trabalho. Perdendo só para dor nas costas e lesões no joelho.

Além das doenças cardíacas serem uma das mais enfrentadas pelos brasileiros, no quesito saúde ocupacional o coração merece atenção redobrada. Já que ele é o órgão que mais sofre com o estresse e as cobranças diárias ligadas ao trabalho. Segundo uma pesquisa da European Heart Journal, extensas jornadas são potenciais vilãs do bom funcionamento cardíaco. Portanto, fatores como estes, quando combinados a má alimentação, predisposições genéticas e falta de acompanhamento médico podem transformar o sistema cardiovascular em uma bomba-relógio. Diante dos riscos aos quais os trabalhadores brasileiros estão expostos. E visando driblar os prejuízos decorrentes do absenteísmo nos locais de trabalho, a ASONET, consultoria de saúde ocupacional, sugere algumas medidas que podem ser tomadas dentro das empresas para prevenir doenças cardiovasculares.

Dicas para a campanha setembro vermelho

Você pode, por exemplo, Investir em cursos, palestras, materiais de comunicação para informar os colaboradores. Além disso, pode investir em equipamentos de segurança para minimizar os riscos e prevenir doenças ocupacionais. Outra dica é, por exemplo, tornar a campanha setembro vermelho foco da sua comunicação interna. Você sabia que ambiente de trabalho barulhento afeta a saúde do coração?

Aposte em atividades simples e fomente uma cultura de saúde dentro da empresa. Portanto, faz muito sentido, ginásticas laborais, incentivo para que o funcionário faça caminhadas ao longo do dia, incentivo para que ele pratique algum exercício físico. São medidas eficazes para melhorar a saúde como um todo. Prevenindo doenças do coração e outras enfermidades.

Além disso, é indispensável ter um ambulatório equipado e uma equipe de atendimento médico treinada dentro da empresa. 

O que o profissional precisa fazer para se prevenir?

Apesar das empresas conseguirem dar suporte, os profissionais são os maiores responsáveis em se tratando da manutenção de sua saúde.

É indispensável prestar atenção e se dedicar durante os treinamentos, bem como aplicar todas as dicas, sugestões e regras para a saúde ocupacional. Atenção redobrada para o uso de EPIs e o cumprimento das normas de saúde e segurança da empresa.

Tenha uma vida ativa, com exercícios físicos regulares, alimentação saudável e qualidade de sono. Faça check-up periódico incluindo na lista todos os exames ligados à saúde cardíaca. Eletrocardiograma, Ecocardiograma, Teste Ergométrico, Holter 24h, etc. Visitas frequentes ao médico vão te manter em dia com a saúde cardíaca.

Quer saber mais sobre como uma consultoria saúde ocupacional pode ter ajudar a manter sua empresa dentro das normas SST? Entre em contato com a ASONET http://asonet.com.br/contato/

Categorizados em:

Este artigo foi escrito por Juliana Colognesi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x
x

Diagnóstico gratuito







Engenheiros de segurançaMédico do trabalhoGerente SST

1234